Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para busca 3 Ir para rodapé 4 Acessibilidade 5 Alto contraste 6

---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?


Secretaria de Saúde de Içara alerta para aplicação de terceira dose

Publicado em 05/10/2021 às 17:46 - Atualizado em 05/10/2021 às 17:46

A Secretaria de Saúde de Içara ressalta a importância da vacinação de terceira dose. A aplicação do imunizante contra a covid-19 em idosos com mais de 70 anos e pessoas imunodeprimidas, que são aquelas com baixa imunidade, precisa ser realizada após seis meses da aplicação da segunda dose, conforme orientações do Ministério da Saúde. Os içarenses que se enquadram nesta recomendação devem procurar as Unidades de Saúde da Família (USF) e agendar a vacinação.

 

“Estudos realizados após a aplicação da terceira dose, demonstram um aumento da imunidade contra o coronavírus, sendo assim, é muito importante a sua realização. Vale lembrar que não foi observado aumento de reação adversas após a aplicação do reforço, por isso fazemos um pedido para que a população agende a sua terceira dose”, disse o secretário de saúde de Içara, Sandro Ressler.

 

Apenas a aplicação da terceira dose é feita de forma agendada e nas unidades de saúde da família, as demais doses são realizadas no Centro Municipal de Vacinação. “O agendamento nos postos serve para não perdermos vacinas, pois cada frasco contém várias doses, se abrirmos um frasco para atender uma pessoa, devemos aplicar as demais no mesmo dia”, lembrou o secretário.

 

Confira a classificação de pessoas imunodeprimidas que devem receber a terceira dose após seis meses do recebimento da segunda dose:

• Imunodeficiência primária grave;
• Quimioterapia para câncer;
• Transplantados de órgão sólido ou de células tronco hematopoiéticas (TCTH) em uso de drogas imunossupressoras;
• Pessoas vivendo com HIV/Aids com CD4 <200 céls/mm3;
• Uso de corticoides em doses 20 mg/dia de prednisona, ou equivalente, por 14 dias;
• Uso de drogas modificadoras da resposta imune
• Pacientes em hemodiálise;
• Pacientes com doenças imunomediadas inflamatórias crônicas (reumatológicas, auto inflamatórias, doenças intestinais inflamatórias).