Data: 15/10/2013

Decreto torna área de Esperança território de interesse público para criação de espaço industrial

Um passo importante foi dado na noite desta terça-feira para o desenvolvimento de Içara. Em audiência pública com a sociedade içarense, o prefeito, Murialdo Canto Gastaldon, assinou decreto criando 200 hectares da comunidade de Esperança como área industrial da cidade. O ato, realizado no auditório da Igreja São Donato e que contou com um público que lotou o espaço, passou a considerar o espaço territorial de interesse público. Na oportunidade também foi apresentado o projeto do Terminal Intermodal Sul (TIS) - primeiro empreendimento a ser instalado no local.

 

A área fica situada na região norte da cidade - entre a BR-101 e linha Ferrovia Tereza Cristina. Para o prefeito, o ato é um marco na história de Içara. "O projeto era de transformar a região de Esperança em uma da área industriais da cidade. O consórcio nos procurou e durante cerca de três a quatro meses discutimos a proposta. O empreendimento será um vetor para a geração de riqueza", apontou o prefeito que para a assinatura do decreto chamou os ex-governantes de Içara, presentes no evento: Gentil da Luz e os ex-vice-prefeitos Hilário Zanatta e José Zanolli.

 

Na audiência, o vice-prefeito, Sandro Giassi Serafim, e o secretário de Planejamento, Israel Rabelo, também falaram da importância do TIS. "Será uma Içara antes e depois. O Norte do Estado é desenvolvido devido a sua infraestrutura. O terminal em Içara será a abertura das portas do mundo à região Sul", ressaltou Sandro. "A área industrial vai cortar a BR-101, os trilhos, o gasoduto. Oferecerá ótima logística e energia garantida. Fica próxima dos portos de Imbituba e aeroporto de Jaguaruna. Faz de Içara uma condição única de receber o Terminal Intermodal", completou.

 

Também estavam presentes no evento os empresários que compõe o consórcio do TIS. O administrador do complexo, Marcelo Christyano, com a exibição de um vídeo, explicou como será o empreendimento e seu funcionamento. "O empreendimento será dividido em quatro fases. Iniciará com 4 mil contêiner por mês; num investimento de R$ 44 milhões e a geração de 144 empregos diretos e 720 indiretos. Gerando R$ 7,5 milhões de impostos ano ao município. O seu investimento total chegará a R$ 107 milhões; 302 empregos diretos e 1.510 indiretos e R$ 15 milhões em impostos", explicou.

 

Conforme Christyano, com o ato do decreto, espera-se a liberação ambiental e de solo para o início imediato das obras, onde em oito meses começará as operações com a conclusão da primeira fase do projeto. "Trará desenvolvimento regional, melhoria no fluxo do trânsito a BR-101, redução de emissão de CO2 e geração de emprego e renda", complementou.


Busca de Notícias


até


Previsão do tempo




Prefeitura Municipal de Içara.